Nosso método

O material didático que usamos na nossa escola de russo é exclusivo.

Isso quer dizer que ele não veio de fora para que nós nos adaptássemos a ele, mas foi elaborado aqui para atender as necessidades específicas dos brasileiros e dos outros falantes de línguas latinas que desejam estudar o russo.

O material didático da Cultura Eslava distribui-se por três cursos:

Assim ,  no estudo do russo, torna-se desafiador, para o aluno  se comunicar de forma gramaticalmente correta,  aprendendo  todos os casos em que as modificações das palavras ocorrem. 

Então, no russo, a correção gramatical na comunicação advém da internalização da palavra e das terminações que ela pode assumir em cada caso. Sendo assim, o nosso método trabalha muito o vocabulário,  partindo das palavras de maior uso na comunicação para as palavras de menor uso, apresentando cada caso , pouco a pouco, visando , sempre, ampliar o vocabulário, o potencial de comunicação e o conhecimento gramatical do nosso aluno.

Азбука ( pronuncia-se Ázbuka) – É o curso iniciante. Pode durar de 45 dias a três meses, dependendo do tipo de curso escolhido (carga horária). Possui apenas um livro. Neste curso, aprendemos o alfabeto e as primeiras noções do idioma russo.

Казан (pronuncia-se Kazan) – É o curso propriamente dito. Pode durar de 3 anos e meio a 7 anos, dependendo do tipo de curso escolhido (carga horária). Possui 14 livros. Aqui, o aluno, acompanha a vida da família Kravtchenko, na cidade de Kazan, no coração da Rússia, vivenciando com eles as mais diversas situações da vida quotidiana.

Маяк (pronuncia-se Maiák) – É um curso feito, especialmente para alunos que já tenham fluência no idioma russo e precisam aperfeiçoar o conhecimento gramatical.

Um idioma facilitador

Um foco muito importante, no nosso material didático, é dado ao vocabulário, à palavra, em si. Isso, porque a língua russa possui um léxico composto por menos palavras de origem latina do que as línguas ocidentais (espanhol, francês, italiano, inglês, alemão, etc.). Então, precisamos trabalhar bem mais o vocabulário visando a sua fixação, do que quando estudamos inglês ou espanhol, por exemplo.

O seu léxico lembra e é muito mais próximo das línguas da Europa Oriental, por isso, estudando o russo, vai ser mais fácil estudar qualquer outra língua que tenha o vocabulário próximo ao russo (polonês, tcheco, búlgaro, sérvio, croata, eslovaco, esloveno, macedônio, ucraniano, etc).

Sendo a língua russa uma língua declinada, uma mesma palavra pode assumir até 12 formas diferentes, ou mais, dependendo da função sintática que ela ocupe na oração.  Ou seja, ao se estudar o russo, além de aprender a se comunicar, o aluno, naturalmente, recebe noções de gramática, que serão úteis para o aprendizado de qualquer outro idioma. A língua russa é um excelente facilitador para a aprendizagem do português ou de qualquer outra língua indo-europeia.

Assim ,  no estudo do russo, torna-se desafiador, para o aluno  se comunicar de forma gramaticalmente correta,  aprendendo  todos os casos em que as modificações das palavras ocorrem.

A importância da palavra 

Então, no russo, a correção gramatical na comunicação advém da internalização da palavra e das terminações que ela pode assumir em cada caso. Sendo assim, o nosso método trabalha muito o vocabulário,  partindo das palavras de maior uso na comunicação para as palavras de menor uso, apresentando cada caso , pouco a pouco, visando , sempre, ampliar o vocabulário, o potencial de comunicação e o conhecimento gramatical do nosso aluno.